quarta-feira, 26 de junho de 2013

No "espaço"

video

Gravando matéria para a Deutsche Welle dentro de uma nave no Centro Aeroespacial Alemão, em Colônia.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Os 13 anos

A sala de concerto de Colônia (Kölner Philharmonie) tem o piano que aos 13 anos quis ganhar, um Steinway de cauda inteira. Curiosamente, olhei pra ele com o mesmo sonho de antes. Embora ainda seja só um sonho, nunca deixei de ser pianista. Essa é a verdade. De tempos em tempos adormeço e acordo a vontade de ler uma partitura outra vez. Acho que não me esqueci de nada. Não, eu não me esqueci. Nem das notas, nem da pessoa que me ensinou a ser mais sensível: Graça Cunha, a melhor professora.

Não me esqueço dela sentada na poltrona da recepção do Conservatório, tarde da noite, passando a mão no cachorro e me pedindo desculpas por um dia cansativo de ensaio. "Não queria me irritar. É que eu quero que você seja melhor".

Graça era enérgica, mas foi justamente a pessoa que talvez de forma inconsciente tenha me feito aprender a ser desafiado por mim mesmo e pelos outros. A arte, pra ela, não deveria enxergar limite. A vida também não.

E cá estou eu, ainda com a imagem daquele teto de girassol, daquelas vigas douradas, cheias de luz, como toda a Philharmonie.

O pianista da noite interpretou Debussy e Brahms. Gosto dos dois. Eles têm canções melódicas, românticas. Quem não precisa disso pra viver?


sábado, 1 de junho de 2013

... 2

E então fizeram um nó na garganta difícil de desatar. Com um lenço bem grosso, colorido, pra todo mundo ver.